domingo, 10 de junho de 2007

Conto: A saga de uma virada

____Tudo começou devagarinho como os passos da bachata que a gente dançou.
Primeiramente José Cuervo nos fez companhia e a arte de entornar tequila foi lecionada em três tópicos: pega a pitada de sal/ vira o copo/ e chupa chupa chupa chupa chupa o limão.
____Depois uma longa conversa sobre traquinagens pueris. Nesse momento, duas companheiras abrem e nos deixam. Apenas duas continuam a saga, podendo retornar ao lar apenas à aurora.
____Crendo que tudo estava perdido a companheira bradou: "Mulher, vamo é beber!". Não precisou ficar nem zonza (apesar desta etapa ter sido de fato alcançada) para as coisas melhorarem... Cavalheiros pronunciaram-se convidando-as para dançar. Ai pronto! Entrega a Deus! Foi salsa, zouk, bachata, bolero... seguido de dublagens fantásticas de "Do you wanna dance". Atendo-me a questões referentes a noite narrada pegunto: o que esperar de um homem que assistiu e escuta a trilha de Grease- Nos tempos da Brilhantina"???
____O frio e a fadiga tomam conta do ambiente e, em busca de abrigo, todos direcionam-se ao sofá da casa. Ao nascer do sol eis que surge um individuo de caráter duvidoso evidenciado por uma sunga branca de elasticidade duvidosa e começa a celebrar em verso os dizeres: "Guarija, I love you too much". Acontecimento sobrenaturais se fazem presentes quando o individuo citado anteriormente aconchega-se no sofá ao lado (não só ao lado) de Nayanne. Quando para sua surpresa Nayanne surge na sala. Como?? Como se ela estava deitada ao seu lado?? Mistério! Atordoado com o acontecimento o individuo tem sua doença crônica agravada, ficando ainda mais desequilibrado.
____Ao completo amanhecer os desbravadores decidem ir. Tomam sua condução (um carro com dois na frente e cinco atrás...que proeza!) e retornam para suas casas e padarias. Alegres cantando "Guarija! I love you too much!" e dançando na Washington Soares, através do trajeto sinuoso do motorista problemático.
____Um desfecho fantástico, inusitado e estapafúrdio para uma saga rumo ao amanhecer.

8 reclames:

Alunissada disse...

kkkkkkkkkkk!!!!!!
eskeceu de falar da teift.

Bom demais, uodarrel esa vida!

Alunissada disse...

"individuo de caráter duvidoso evidenciado por uma sunga branca de elasticidade duvidosa e começa a celebrar em verso os dizeres: "Guarija, I love you too much"."

kkkkkkkkkkk

Fabys disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
pois foi justo o José Cuervo que me mandou pra casa dormir!!! XDDD


*tequila não dá pra mim não, abandono a carreira

Larys disse...

Ahhh, a gente perdeu essa Fabys! XD

Rédi Bortoluzzi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rédi Bortoluzzi disse...

Por indicação da Ju, achei vcs... muito bom! Foi um dos porres homéricos mais bem descritos que eu já vi. Mto foda!
Se vcs tiverem a fim, visitem o meu blog, minhas caras. nem de perto tenho o requinte literário d vcs, mas...
O link é esse aqui: http://rediroger.blogspot.com/ (aliás, como se faz link nesse negócio?)

Nayane disse...

HAUHAUAUHAHUAHAUHAUHAUHAUHUAUAHUHAUHUA
e a frase que não saía de nossos pensamentos: Como eu vim parar aqui?!

Sim, e é a verdadeira Nayane quem vos fala! Mas... se eu estou aqui, quem é que está atrás de você?!

J.Sampaio disse...

"Mas... se eu estou aqui, quem é que está atrás de você?!"

Ops!:0

Postar um comentário